José Pacheco (Escola da Ponte) visita Camino School para agenda de conversas e palestras

Vizinhas de ideais, instituições do Brasil e de Portugal promovem atividades nesta quinta-feira (25.11), debatendo metodologias ativas e o futuro de jovens estudantes

São Paulo, novembro de 2021 – “A escola com que sempre sonhei sem imaginar que pudesse existir”. O título do livro de Rubem Alves refere-se à portuguesa Escola da Ponte, também conhecida por meio da personalidade do pedagogo José Pacheco. O educador, responsável por um sistema inclusivo, democrático e com currículo integral, propondo um modelo que dá protagonismo ao estudante, está de malas prontas para cruzar o Atlântico. Nesta quinta-feira, 25/11, Pacheco participa de uma série de atividades na Camino School, escola na zona oeste paulista, com uma palestra ao vivo, às 18h30, transmitida simultaneamente pelo YouTube.  

“Será uma honra receber José Pacheco, idealizador de um pilar que nos inspira. A Escola da Ponte põe em prática desde a década de 1970 um exemplo pedagógico para todas e todos, que sublinha atributos como solidariedade, autonomia e responsabilidade como base de um processo educacional justo e apropriado. Com certeza, será uma troca muito rica e positiva”, afirma Leticia Lyle, diretora pedagógica da Camino School e cofundadora da Camino Education.

Cronograma

Ao longo de um dia inteiro, Pacheco tem uma agenda intensa no País. Na chegada, o pedagogo participa de um bate-papo presencial com professores da instituição de ensino para uma troca de saberes e experiências. A proposta da Escola da Ponte está em consonância com a Camino School, cuja metodologia da aprendizagem ativa propõe justamente um maior protagonismo de cada estudante no processo do “saber”. A promoção de autonomia e da consciência cívica, pela qual a Escola da Ponte ficou conhecida, também encontra ecos positivos dos corredores e salas de aula da escola paulistana, que preza pela consciência de cada um, nos mais variados sentidos da palavra, indo da responsabilidade com as atividades à empatia com colegas.

Ainda pela manhã, Pacheco conhecerá as dependências da escola, acompanhado pela diretora Leticia Lyle. Na pauta, eles debaterão tópicos como as metodologias ativas, os meios de conciliar a exigência de um currículo com os desejos de aprendizado dos estudantes, além das publicações do educador – como o livro “Inovar é um compromisso ético com a educação”, no qual o autor trata de três paradigmas educacionais: o ensino, a aprendizagem e o relacional, chamando a atenção para a expressão “construções sociais de aprendizagem”.

À noite, a partir das 18h30, terá vez o “Pontes e caminhos: grande encontro com José Pacheco”, realizado nas dependências da Camino School e transmitida pelo YouTube para todo o público, propõe uma pergunta a educadores: o que ensinar para alguém que estará ativo no mercado de trabalho daqui a 30 ou 40 anos? Levando em consideração a constante mudança dos paradigmas e a imprevisibilidade do próprio campo do conhecimento, o evento será uma oportunidade de ouvir a perspectiva de José Pacheco a respeito desse tema.

Outro ponto debatido é a dificuldade que muitos professores enfrentam ao se engajarem com as respectivas turmas. Diante de uma cultura muito arraigada, na qual existe uma acomodação aos velhos papéis, o que fazer para reverter esse cenário e ganhar a atenção das classes? Qual a contribuição dos educadores para que surjam interesses e boas perguntas?

Obra e criador

A Escola da Ponte, colégio próximo à cidade do Porto, em Portugal, integra a rede pública do país e põe em prática diversas inovações há muito discutidas na educação. Sem divisão por série ou ciclos, sem aulas e provas, os estudantes desenvolvem projetos de pesquisa em áreas selecionadas por eles mesmos, buscando seus interesses e mirando a descoberta. Para além disso, as crianças e adolescentes, a cada ano, decidem entre si as regras de convivência, que incluirão toda a comunidade escolar.

A pessoa por trás desse modelo é o José Francisco de Almeida Pacheco, o Prof. José Pacheco. Engenheiro elétrico em um primeiro momento, inquietou-se frente o modelo educacional tradicional e, na procura de respostas, apaixonou-se pela docência, na qual enxergou a oportunidade de mudar a forma de se ensinar a juventude. Ele idealizou a Escola da Ponte e, lá, vem pondo em prática os frutos das suas pesquisas.

Camino Education – Como um ecossistema educacional que integra educadores, gestores, pais e estudantes, a Camino Education tem a missão de enriquecer a Aprendizagem para milhões de alunos, com a aspiração de transformar aulas tradicionais em experiências de aprendizagem inesquecíveis, de alta qualidade educacional e engajamento significativo dos educadores e dos alunos, por meio da Aprendizagem Ativa. A Cloe, plataforma digital completa de Aprendizagem Ativa desenvolvida pela Camino Education, a Camino School, escola de referência em São Paulo, e o Centro Camino de Aprendizagem Ativa, centro de formação de educadores, compõem esse ecossistema. A Camino Education é a primeira Edtech brasileira a compor a comunidade Global Innovators do World Economic Forum e está entre as 100 Edtechs mais inovadores da América Latina, segundo o ranking 2020 LATAM 100 Edtechs anual.

Leia também: Mercado, Educação e o Ecossistema Educacional Básico no Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.