Notícias da semana do mercado educacional

As principais notícias do mercado de educação para começar a semana bem informado

Com avanço na vacinação, países relaxam protocolos escolares
Na luta contra a contaminação por Covid-19 no ambiente escolar, jogam a favor do caminho da normalidade a liberação do retorno de 100% dos alunos adotada em parte dos colégios e a perspectiva de vacinação de adolescentes, que já começou em outros países e, em São Paulo, está prevista para o próximo dia 18.
No Brasil, porém, especialistas alertam que ainda é cedo para pensar em flexibilização diante do atual cenário epidemiológico. Notícia Folha de São Paulo

Ministro da Educação defende que universidade seja ‘para poucos’

Em entrevista à TV Brasil, Milton Ribeiro afirma que as ‘vedetes’ do futuro serão os institutos federais, capazes de formar técnicos. Universidades, segundo ele, não são tão úteis à sociedade. O ministro também expressou sua visão à lei de cotas e o posicionamento político de reitores das universidades federais. Notícia de G1

Conteúdos do ano letivo de 2021 podem ser concluídos em 2022, decide CNE

No ensino infantil, o documento dispensa as escolas de cumprir, em 2021, os 200 dias obrigatórios de ano letivo e a carga horária mínima de 800 horas que são exigidas pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB).
Já no ensino fundamental e médio, as escolas também estão liberadas do cumprimento dos 200 dias, mas ainda precisam cumprir com a carga horária mínima exigida de 800 horas anuais.
A autorização vale para todas as escolas – públicas, privadas, comunitárias e confessionais.​​  Notícia de G1

MP prevê habilitação de creches para adesão ao Auxílio Criança Cidadã

O Auxílio Criança Cidadã será destinado ao responsável por família com criança de até 48 meses incompletos que consiga fonte de renda, mas não encontre vaga em creches públicas ou privadas da rede conveniada. Essa ideia de vouchers para se utilizar na rede privada ainda está na fase de implementação. Notícia de Valor Econômico

Uniasselvi negocia Unicesumar em transação de R$ 3 bilhões, segundo Valor Econômico
De acordo com a apuração do Valor Econômico, a Vitru, dona da Uniasselvi, está em negociações com exclusividade para a aquisição da Unicesumar e que caso venha a se concretizar se tornará a 2ª maior instituição de ensino superior do país, atrás apenas da Kroton. A transação é avaliada em cerca de R$ 3 bilhões e envolve parte do pagamento em dinheiro e outra parte em ações. Notícia de Valor Econômico

Startup Crehana recebe US$ 70 milhões e prepara chegada ao Brasil em outubro
Segundo reportagem do Valor Econômico, esse é o segundo aporte da edtech desde a sua fundação em 2015, quando captou outros US$ 13 milhões e que nessa nova rodada irá utilizar os novos recursos para desenvolvimento de novos produtos, conteúdo e entrada no Brasil, prevista para outubro. A Crehana já atendeu 5 milhões de alunos, sendo que há 750 mil matriculados ativos na rede e que oferece cursos em três segmentos: negócios, tecnologia e creative. Notícia de Valor Econômico

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.